17 agosto 2013

Não Acenda a Luz

Na minha opinião, não da medo ... e eu acho o filme melhor, caso queiram ver o filme é esse aqui https://www.youtube.com/watch?v=9nXi_x-Qcu0


Yoo Minna-san ! 

Eu vivo sumindo não é mesmo? ~Nyah. Eu sei TT ^ TT, eu tenho compromisso com o blog todos os dias, mas eu ainda não consegui me organizar, estou com tempo de sobra, mas eu vivo acordando já pela noite Sim, já pela noite mesmo. não sei o que há comigo. Irei tentar dormir cedo, ok? Ai eu vejo o que postar e trago para vocês :3.

Hoje continuo com o tema de Terror aqui no blog, motivo? Sou mal B| sqn. Hoje eu trago uma lenda urbana, não sei se vocês conhecem, ou gostam, mas eu amo lendas urbanas! Apesar de no mesmo dia eu ficar querendo dormir com a minha mãe, e não é nada legal ter de dormir com a luz acesa. Carreguem em leia mais, se quiser continuar o post. 
Baseado em uma Lenda Urbana americana
 Joyce e Sandra estudavam no quarto situado no campus da universidade aonde vinham morando por dois anos. A prova que encerraria o semestre seria no dia seguinte. Joyce era a mais estudiosa das duas sempre tirava notas boas e dedicava-se aos estudos a maior parte do seu tempo. Já Sandra era meio louca, era conhecida no campus por suas extravagâncias com a bebida e as drogas. Mesmo assim ela era inteligente e mantinha-se no curso com notas boas.

“Vamos à festa hoje Joyce?” – perguntou Sandra.

“Não, vou estudar até tarde e depois vou logo para a cama. Amanhã eu quero tirar dez na prova, por que se eu conseguir, talvez ganhe bolsa escolar integral.” 

“Você e a sua mania de estudar de mais, sai do quarto, aproveita um pouco sua juventude por que você se der conta vai ser tarde de mais. Por exemplo, por dois semestres eu não te vejo com um garoto, nem um encontro se quer e...”

“Eu prefiro me dedicar aos estudos, namoro depois.” – respondeu Joyce interrompendo a amiga.

As duas continuaram os estudos até que a hora da festa chegou. Sandra se arrumou e se despediu de Joyce.

“Tem certeza que não quer ir?”

“Tenho, já pedi uma pizza vou estudar um pouco mais, comer e ir dormir para estar bem preparada para a prova. Te desejo sorte amanhã no teste se eu não te ver até lá.”

Quando ela terminou de falar, alguém bateu na porta.

“Deve ser minha pizza, pede para o entregador entrar.” – disse Joyce olhando a amiga saindo e o entregador entrar.

Sandra foi para festa e como sempre se esbaldou. Decidiu ir dormir no quarto do namorado insistente, mas disse que teria que ir até seu quarto buscar alguns livros e algo para vestir no dia seguinte. Os dois foram andando pelos corredores escuros do alojamento até chegarem ao quarto.

“Odeio essa escuridão dos corredores, eu penso se algum dia eles vão trocar as lâmpadas queimadas. Fica aqui de fora e eu vou ser bem silenciosa porque eu não quero acordar a Joyce.” – disse Sandra ao namorado.<

Ela entrou, foi até o banheiro e pegou sua escova de dente e desodorante. Voltou ao quarto e pode achar suas roupas e alguns livros que precisava, porém não encontrava o livro mais importante e seria quase impossível encontrá-lo com o quarto tão escuro, iluminado somente pela luz da lua que passava pelas frestas da veneziana. Sandra pensou e pensou, mas não se lembrava onde tinha colocado o livro, voltou até a porta do quarto e foi levando sua mão até o disjuntor da luz. Por um impulso momentâneo sua mão parou.

“Deixa o livro pra lá, provavelmente nem vou ter tempo de estudar antes do teste.” – disse sussurrando enquanto saia do quarto na ponta dos pés.

No dia seguinte Sandra olhava nervosa para o relógio, Joyce não estava lá e o teste iria começar em alguns minutos. Ela estava preocupada, pois sabia que o teste era muito importante para a amiga e ela era muito responsável para perdê-lo. “O que teria acontecido com ela?” perguntava-se nervosa.

Joyce nunca pareceu e Sandra mal pode fazer seu teste por estar preocupada com ela. Entregou seu teste correndo ao professor e foi até seu quarto. Quando abriu a porta não pode acreditar, Joyce ainda dormia. Ela entrou no quarto rápido e deixou a porta bater atrás de si.

“Joyce você esta louca? Você perdeu o semestre todo.” – Gritou Sandra cutucando a amiga que dormia de bruços. “Joyce?”

Cutucou a amiga duas vezes, porém não obteve resposta e decidiu vira-la de barriga para cima. O terror tomou conta dela e seu grito ecoou por todo prédio do alojamento. Joyce tinha um buraco fundo na barriga e suas tripas estavam para fora. 

Sandra virou-se para a porta para ir pedir ajuda. Seu grito de terror novamente ecoou pelo campus. Na porta de seu quarto estava escrito com o sangue de Joyce: “Feliz por que você não acendeu a luz?”.





6 comentários:

  1. ;-; Ai credo hoje não durmo vo pegar meu abajur

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas nem da medo .______.''
      Só não acenda a luz, ou acenda, vai que aparece um aviso destes ... (~º-º)~

      Excluir
  2. Como assim não dá medo? *morta*
    Vou dormir com minha mãe hoje.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Para mim não deu medo ~OoO~
      ainda mais depois de já ter visto o filme.
      ASUAHSIAHSIUAH' ~

      Excluir
  3. -----------------------------------------------------------------------------------------------------------
    ~Hóóóý!! *-* é a dona do "Pensamentos de uma Girl".. que você segue, então meu blog deu problemas, por isso vou excluir ele.. Ai fiz outro com o mesmo nome, será que você pode seguir novamente?
    -
    http://pensamentos-de-1-girl.blogspot.com.br/

    (Já te sigo aqui)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yoo ^w^
      Hai hai (~'-')~
      Obrigado por avisar 'u'

      Excluir

Vai comentar?  u3u' Comente é importante para mim.

Mas não se esqueça que:

-Não aceito mais selinhos e tag's;

-Retribuo sempre os comentários;

-Afiliações na página do blog já adequada para isso;

-Seja educado.